Tudo tem um começo

22 12 2008

Uma pequena história: Em 1949 termina a guerra. Começam a ser produzidos os jeeps civis, os CJs. Como o pensamento coletivo era que a economia tinha que girar, todos comprar, comprar e comprar para gerar empregos e renda (armadilha que nos prende até hoje…) começaram a exportar os Jeeps dos EUA para todo o mundo.

gordo-e-magro

Em 1951 vários vieram para o Brasil. Eram os CJ3A. Muitos fazendeiros, com seus arados, e ainda com a raça que foi um dos motivos da vitória dos aliados. Vieram muitos para cá. Tantos que esse mercado abriu os olhos dos executivos da Willys. Era hora de montar uma fábrica neste lugar!

Chamem quem passar pela frente, laçem Brasileiros famintos por emprego, vamos fazer uma fábrica !

E por ali passava um filho de imigrantes, por força do destino, Alemães, fugidos da primeira guerra. Foi laçado, entrou, começou a trabalhar. Foi a primeira semente.

Os bairros por perto já estavam cheios de trabalhadores, casa a casa, lar a lar. Eram precisos mais, muitos mais. Pois então chamem os do interior, tragam as famílias, os parentes, os amigos, precisamos construir veículos.

Assim foi, veio um homem de Pedregulho, quase um asfalto, mais de 600 kilômetros de saudade, para trabalhar alí. E gostou. Trouxe vários, trouxe muitos. Menina simples do interior, sanfona nos ombros, também veio. Se já havia a semente, veio a fertilidade.

O alemão dobrava chapas, estampava jeeps. A moça no escritório. Já era 1957.

wo

Resumindo a história: Ele, meu pai, e ela, minha mãe. Se conheceram na Willys Overland do Brasil.

Se acreditarmos no destino, tudo aconteceu, do fim da guerra, da importação de Jeeps 1951, da fábrica no Brasil por um só motivo: meu nascimento.

Anúncios

Ações

Informação

15 responses

22 12 2008
Branco Leone

Posso chamá-lo de Paulo Willys?
Não sabia dessa história. Bonitinho, isso.
Mas você merecia um pescoção pelo “sanfona”. Marilena toca harmônica, seu filho desnaturado.
Sanfona… faça-me o favor…

22 12 2008
Daniel Brazil

Acordeon, Branco, acordeon!
Bom começo de blog! Merece um brinde. Glup…
Saúde!

20 01 2009
Branco Leone

Bota essa sanfona pra bufar, seu moço. Parou por quê?
Como diria a Terta, “Conta a shtóra, hóme!”

9 02 2009
tchetché

vou acompanhar de perto essa sua nova empreitada.
abraços
que de tudo certo.

tchetché

9 02 2009
miqueias

Tenho certeze que voces farão um otimo trabalho,e estou ancioso por novas etapas.
grande abraço

14 02 2009
Daniel Brazil

Ei, parou por aqui? E a continuação?

1 08 2009
Rossi

Parabens sou vidrado no cj3a
Sou proprietario de um desde 1950 quando meu tio contou que foi a santos busca-lo obs esatamente nestas caixas
PARABENSSS belo trabalho

21 09 2009
João Iapichini

Prezado Paulo. Parabéns pela dedicação e término de mais um exemplar CJ-3A, que não se perderá mais na memória. Sabemos do empenho do amigo e dedicação a essa beleza de restauração. Nâo sabia dessa maravilhosa história de laços familiares, que resultaram, certamente, em mais uma apaixonado e batalhador pelo resgate do fantástico Jeep Willys. Gostaria de contar com a transposição do resultado final de sua restauração (fotos) no álbum das restaurações do jeep clube itapetininga.

Abraço e felicidades com seu CJ-3A.

João Iapichini
Itapetininga

11 11 2009
THOMAS

PARABENS PELO RESTAURO.

TENHO UM 51, A CAMINHO DA PINTURA, NÃO LOCALIZEI O SITE COM AS CORES PROXIMAS DO ORINAL, QUERO PINTA DE VERDE GARRAFA, PODE ME AJUDAR
ABRAÇO

11 11 2009
THOMAS

CORREÇÃO: ORIGINAL E PINTAR

11 11 2009
Paulow

Olá Thomas.

Visite:

abraço

6 04 2010
SARGENTODURÃO

OLÁ AMIGO, DE PRINCÍPIO PARABÉNS PELO DETALHISMO E AFINCO, É ASSIM MESMO, TENHO UM JEEP KAISER M606 ANO 66, E ESTOU PARA COMEÇAR O RESTAURO DELE, ASSIM QUE MINHA RURAL FICAR PRONTA.
MINHA INDAGAÇÃO É A SEGUINTE: QUE TIPO DE SOLDA VOCÊ ESTÁ UTILIZANDO NOS CHASSIS? GRATO.

15 04 2010
Paulow

Olá Sargento Durão, desculpe a demora na resposta. A melhor solda, recomendada pelos especialista é a MIG ou a TIG. Boa sorte na sua empreitada, precisando estamos aí!!! abraço.

16 03 2012
Clever Santos

Cara…você caiu do seu com este blog….você postou uma foto com o jeep “pau para toda obra”….onde consigo mais informações a respeito….estou formando uma fazendinha, estou com pouca grana para comprar ou alugar maquinario, então temos que partir para a criatividade e parabens pela linda e maravilhosa historia, abraço fraterno

7 10 2013
Rogerio

senhores , qual é o verde no Brasil é igual ao verde original do CJ 3 ??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: